Pensamentos...




“E faz tempo que não sei o que é sentir isso.

Faz tempo que não tenho algo comigo para sentir que existe uma pessoa que me faz tão bem.

Ás vezes acho que você parece não se importar, ou simplesmente achar exagero.

Gosto de você. Acho que isso é o bastante para eu sentir falta.

Ou simplesmente ter um sonho e acordar desesperada querendo que acontecesse.

Mas no sonho existia outra menina que te beijava.

Senti ciúmes...
Senti raiva de mim por ter sentido ciúmes...

Mas queria você.

No sonho você me dava tudo que eu queria.
Você simplesmente se tornava mais que meu.
Mas, foi só um sonho.

Então, deitada no sofá, olhei a pulseira no meu braço e desejei você, mesmo longe ou, mesmo que talvez, você estivesse pensando em mim nem que seja um pouco, por um pequeno momento.

Desejei você mais. Então, para tentar dispersar um pouco disso tudo..
Vim aqui, ouvir música e escrever para você. Mesmo que você não vá ler, porque eu, tenho uma tremenda vergonha de te mostrar.

Porque mesmo com todo esse tempo, não sei o que você sente ao ler o que eu escrevo, ou se quem sabe, se importe.”

(Maria de Lourdes - Segunda-Feira ás 13:50)

O espetáculo...





 “E era nada mais que um lugar mágico para os dois, mesmo sendo muito frequentado, nada mais importava ao redor além dos desejos que transpareciam dos olhares cativantes deles. Era tudo extremamente fora do comum, para simples pessoas que apenas se gostam.
   
  E num sentar vagaroso, Num movimentar-se bem distante por causa do vento, a praça, tão bela quanto eles, alinhava-se na forma mais, supostamente, perfeita para o casal que ali habitava.
   
  Algumas árvores ao redor. Alguns bancos em torno; aonde pessoas riam e brincavam surpreendentemente e não tinham a atenção dos dois. Sem falar no céu, que fazia tudo ir ao esplendor da vida com a sua lucidez num azul alvo cheio de estrelas que ao seu meio um astro de jeito amoroso e textura branca brilhava, fazendo com que a paixão dos dois aumentasse.
   
  E ali se tinha o mais lindo dos cenários que focava nos personagens principais aonde faziam sua melhor cena. E eles sorriram... Sabiam o quanto todos ao seu redor, e até mesmo os astros mais belos, os admiravam, e ajudavam, fazendo com que aquele momento fosse mais que perfeito. Fosse inesquecível aos olhos de toda criatura presente.”

O pior sentimento...




"Até para dormir foi difícil. Sem seu abraço ou um boa noite por sms. Revirei-me na cama até perceber que deveria ir dormir rapidamente, pois o dia seguinte seria difícil, mas pensei em você e isso me acalmou.
  Dormi e acordei na esperança de um sms seu de manhã. Me afligi percebendo que não recebera nada. Não lhe mandei nada também, apenas esperei, com medo, aflita, em desespero.
   E antes das 8 hs, lhe enviei uma mensagem te desejando "bom dia', mas nada de um sinal seu. Matei-me por dentro, me desesperei, meu medo aumentou. Nunca pensei que sentiria isso novamente. Meu mundo estava longe de mim. Estava naquele momento perdida num mundo desconhecido sem meu farol para me clarear.
  Minha mente me dava mil possibilidades. Meu coração era acelerado sme minha vontade fazendo meu sistema nervoso se descontrolar. Tudo escureceu...
  Não sentia mais você mas tudo me fazia lembrar.
  Comi frango e lembrei que gostavas mais disso do que de carne. Mordi uma melancia e lembrei como eras viciado nela.
   Senti você por um momento, mas você se foi dando lugar ao meu medo.
   Então desmaiei. Vendo tudo escuro e pensando em você por último novamente antes de cair.
  A dor não se dissipava... A saudade aumentava e o medo era o mundo em que eu agora habitava."

(Maria de Lourdes)