Cadê?



“Queria mais um motivo para viver.
Queria a felicidade de volta.
Queria você de novo.
Não dá pra entender como isso aconteceu.
O começo foi ameno.
O meio foi mágico.
E eu não quero que tenha um final.
Só queria uma resposta.
Uma conversa.
Queria um sentimento de volta.
Queria as melhores sensações sentidas.
Você não conversa.
Simplesmente fugiu.
Eu queria um toque.
Uma palavra.
Um momento.
Queria simplesmente você aqui.
Sabia que o medo aumentou?
Você está distante.
Distante demais.
Você não pode ir.
Por favor, não se vá.
Eu dei e dou valor.
Eu fiz e faço feliz.
Eu amei e amo você.
O que está errado?
Quer que eu concerte?
Concertarei.
Ou simplesmente chegue até mim.
Olhe-me nos olhos e diga:
- Eu não quero mais você na minha vida.”

Se ele se for...



Prometi não chorar.
Prometi não correr atrás.
Prometi sorrir e ser firme.
Prometi largar logo que sofresse.
Prometi ser diferente para durar.
Prometi amá-lo até que nada mais valesse a pena.

Se consegui?
Pergunte ao meu coração.
Não me lembro de mais nada.
Mal sei pronunciar o que é o amor.

Ele não sorri mais.
Eu?
Eu tenho que sorrir e fingir que tudo está bem.
Mas não consigo respirar.

Mas, uma coisa é certa.
O amor não acabou.
A esperança quase se apagou.
Os momentos juntos me fazem amá-lo ainda mais.
O medo aumentou sem ao menos perguntar se eu estava sofrendo demais.

E o que eu fiz a respeito disso?
Me distraí.
Fugi da situação.
Procurei sorrir.
Procurei aqueles que me fizessem sorrir.

Não achei uma solução ainda.
Não achei motivos para chorar ainda.
Não conversei nada ainda.
Então, o amo ainda.

Mas, o que a vida me reserva agora?
Talvez ela quer que eu sofra o tanto que aqueles sofreram.
Essa vida não quer que eu sorria de novo.

Realmente eu estou começando a achar.
Que a tristeza vai me acompanhar até a morte no final de tudo.
Porque se ele se for eu não terei mais motivos para viver.

J. S.



Ela não é igual a todas.
Ela sorri por coisas bobas e fica com raiva por motivos que nunca quer contar.
Seu jeito de menina boboca atrai muitos.
Mas seu jeito de quase mulher atrai mais.

Ela é a vida de um.
O amor de outros.
Um sonho daqueles que querem.
Um desejo dos que estão ao seu lado.

Se você a amar de verdade ela te ama.
Se você a odiar ela irá entender.
Se você sorrir ela vão sorrir de volta.
Mas se você ficar triste ela fará você sorrir.

O que mais admiro é a sua amizade.
Seu jeito de tratar os amigos.
Ela diz:
“Se mexer com eles mexeu comigo também!”

Nada contra nem nada a favor.
Ela sorri e diz que te ama.
Uma amiga, uma mulher, uma menina...
Um ser que fica marcado na sua vida.

Boba.
Doida.
Carinhosa.
Fofa.
Enjoada.
Chata...
Seu nome?

Jéssica Sarah.. J 

O Desejo Final... ... ...



 Se impulsivo é algo tanto quanto ruim quanto bom. Mas tem momentos que você vê que precisa ser impulsivo, até que você percebe que não tinha que ser impulsivo e se arrepende.

  Mas mesmo com esse arrependimento você ainda sente tudo aquilo que você fez e se repete, e repete, e repete até que o peso da consciência cai mais uma vez e você se vê numa situação de desespero.

  Mesmo com esse intervalo de sentimentos aleatórios você consegue ainda sentir dentro de você e até mesmo fora, aquele arrepio com as lembranças daquele momento.

O toque.
O gosto.
O cheiro.
A respiração.

Pausa para o arrepio parar.

Macio.
Quente.
Molhado.
Suave.

 Até que você se lembra daquele ou daquela que te deseja ardentemente todos os dias. Que te espera, que diz que te ama, que te faz sentir tudo aquilo que nunca sentistes. Você se afasta e sorri até que a expressão triste vem.

Se joga vai.
Se lança em toda essa paixão.
Deseje e viva.
Pense no que ouve.
Faça de novo.

Mas quando você perceber tudo o que aconteceu e se ver num presente triste, frio e solitário você vai querer desejar o passado de volta. Vai querer desejar tudo diferente.

  Você vai chorar e perceber que aquele, aquela ou aqueles que realmente te amaram, hoje, te desprezam.

  E esse momento?

Sim, muito intenso, quente e sim, você ficou querendo mais.

Ainda sente o gosto, não sente? É bom, não é?
Você quer mais?
Pede mais todas as noites?
Imagina mais uma vez só que com mais coisas?

Faça!
Não, não faça!
Faça sim!
Não, sim, não..... sim... .-.

Deseje. Pense. Imagine. Sonhe. Viva tudo isso de novo.

  Mas se um dia você chegar até mim e dizer que se arrepende e quer mudar. Vá embora, suma, desapareça nunca mais volte a me olhar nos olhos.

  Eu disse. Avisei. Prometi. Cumpri. Te amei.

E eu só desejei um beijo. Um beijo desse mesmo jeito que contastes.

  Lentamente até você, sentindo sua respiração, tirando tudo que nos atrapalha, aproximando sua cintura, tocando levemente seus lábios macios... E assim sentir sua mão em meu rosto, sua malícia, seu desejo de me ter, sua vontade de querer mais beijos e até sentir todo o seu corpo no meu.

  Acho que nada mais vale a pena.
Só uma paixão divina.
Um beijo quente.
E um amor para toda a vida.

Que seja eterno...



Pois há vezes em que a saudade te mostra como é importante estar perto e sentir.

É importar dizer que gosta, dizer que o sorriso é bonito, que o cheiro é bom e que é maravilhoso estar junto.

Pessoas, algumas, sabe, não dão importância quando alguém abraça.

Não!
Não!
Não!

Não faça isso! Dê importância. O abraço é confortador e acalma as dores.

Mas talvez naquele momento, depois de uma semana longe daqueles que se ama, um encontro é causado por simples impulsividade e você percebe que deseja que aquele momento dure para sempre.

É assim, não é? Eu sei que é.

Eu desejei que parasse.
Que durasse para sempre.
Que eu pudesse dormir e depois acordar do mesmo jeito que dormir.

Cara, não há melhor coisa do que acordar sorrindo sabendo que se você olha pro lado o motivo do seu sorriso está ali. Pertinho. Quietinho. Te admirando. Sorrindo. Dizendo que ama você.

Quem deseja isso vai concordar comigo.

Mas voltando a tudo aquilo lá da primeira frase.

A saudade.
O desejo.
O sorriso.
Aquele abraço.
Aqueles carinhos.
Aquela cama fofa.
Aquela canção.
Aquele cheiro maravilhoso.
Palavras..Palavras e palavras...

 E mesmo depois disso tudo eu cheguei em casa eletrizada. Coração acelerado. Brilho no olhar. Mas com vontade de te ter.

E sorri, me agitei mais e fiquei mais feliz que nunca só de saber que iria conversar com você. Hum...

Só conversar é pouco, mas é melhor do que dormir sem nenhuma palavra.

  Mas de uma coisa eu tenho certeza.
Essa energia irá acontecer de novo, eu sei.

Todos esses carinhos.
Toda essa paz.
Esse desejo forte de ter você.
Todos esses olhares.
Todo esse amor.

Talvez para sempre... Mas que dure quanto Deus quiser.
Pois se ele sabe que eu sou feliz assim ele desejará tudo que nos fizer feliz... Concorda?

E que seja para sempre...

Foco, Força e Fé



Sempre cuidei de mim.
Nunca fui de depender dos meus pais para nada além do dinheiro.
Fui sozinha. Só eu e Deus.
A única dependência que sempre tive foi de amor.
Já que meus pais não deram, eu quis que alguém me desse.
Aprendi a andar sozinha.
Aprendi a ler sem que ninguém me ensinasse.
Me tornei a melhor aluna sem nenhum dos meus pais ter me ensinado nada.
Nunca pedi ajuda a eles, era inútil.
Fiz amigos, amores e eternos sem ao menos eles me ensinarem o que era o amor.
Conheci Deus através de amigos.
O mundo então começou a sorrir.

Reuniões? Festas? Palestras? Novo colégio?
Fui.
Fiz.
Participei.
Passei.
Sem ao menos eles saberem como e por quê.
Comecei algo que se tornou minha meta.
Fiz apresentações, passeios e conquistas. E quem esteve ao meu lado foram Deus e meu amigos.
Comecei a não me importar. Para mim a presença deles não fazia diferença.
Nunca perguntaram e nunca se interessaram.
Então sorri.

Eu dei mais passos sem eles. Sem ao menos saberem.
Então eu me apaixonei. Descobri o amor e comecei a amar.
Eles não entenderam. Não viam o que e quem eu tinha me tornado.
Chorei. Foi preciso. Era impossível não derramar lágrimas.

Não desisti. Até que eles deixaram, mas não entendem ainda, em quem e no que eu me tornei.

Dei mais milhões de passos e eles não souberam de nada.
Mais uma vez não perguntaram, mas eu tive que dizer para provar a eles quem eu sou.

Dei um grande passo que me fez sonhar mais.
Meus desejos aumentaram.
E quis trabalhar mais.
Sabia que eles não estariam comigo.

Mas de algo eu tinha certeza...
Deus nunca saiu do meu lado desde o momento em que eu nasci.
E as paixões, os amores e os amigos que encontrei que me deram força, foco e fé para sonhar tudo o que eu quisesse. E poder provar para quem não acreditou em mim, que eu posso ser quem eu quiser ser.